Juventude discute estratégias de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes no Sul

A participação das juventudes na transformação de contextos que facilitam o abuso e a exploração sexual de meninas e meninos é tema de evento realizado no próximo final de semana, dias 29 e 30 de outubro, no Hotel Paraná Golf, em São José dos Pinhais/PR.

A Oficina de Articulação da Juventude da Região Sul para o Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes reuniu 60 adolescentes e jovens do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul com o objetivo de fomentar a articulação deste grupo para uma atuação coletiva, criativa, dinâmica e transformadora no enfrentamento das violências sexuais contra meninas e meninos.

O evento foi uma iniciativa do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, em parceria com as redes estaduais de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes da Região Sul, o Cecria – Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República e a Ciranda – Central de Notícias dos Direitos da Infância e Adolescência.

Foi elaborada em ofina uma carta política, com o posicionamento dos participantes sobre os temas discutidos, e de um Plano de Ação para ser desenvolvido pelos adolescentes e jovens no próximo ano.

Participação e Protagonismo juvenil

O Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes – documento que desde 2000 norteia ações do governo e da sociedade civil, traçando diretrizes de políticas, programas e serviços com foco na promoção e proteção dos direitos sexuais de meninas e meninos – tem como um de seus eixos o Protagonismo Juvenil. Este eixo coloca o adolescente e o jovem na dianteira dos processos de mobilização da sociedade, articulações de rede, campanhas e estratégias de promoção e defesa de direitos.

De acordo com a secretária executiva do Comitê Nacional, Karina Figueiredo, um dos principais desafios é quebrar com o pensamento de que adolescentes e jovens não têm maturidade suficiente para liderar essa discussão. “O jovem precisa contribuir com a prevenção da violência. Esse engajamento é fundamental e a juventude deve levar isso para as suas escolas, comunidades e organizações”, aponta.

O Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, a qual a Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED) faz parte,  é uma instância da sociedade civil democrática e plural, que tem como objetivos o monitoramento do Plano Nacional e a articulação e mobilização permanente de sujeitos e instâncias governamentais e não-governamentais para implementação de estratégias de enfrentamento às violações dos direitos humanos sexuais de crianças e adolescentes.

Para potencializar a participação e o protagonismo juvenil neste âmbito, o Comitê Nacional tem em sua coordenação colegiada meninas e meninos representantes das cinco regiões do país. Eles estarão presentes na Oficina para compartilhar as experiências das juventudes em seus territórios. Para a representante jovem da Região Sul, a estudante Érica Ribeiro, é estratégico que determinadas ações sejam desenvolvidas por jovens quando se trata de violência sexual. “A juventude tem um poder de mobilização e sensibilização muito forte. E como é uma realidade que nos afeta queremos sim modificá-la”, explica.

Por se tratar de uma questão que envolve diversos tabus –a sexualidade –, Érica ressalta que a compreensão da problemática é mais facilitada quando o interlocutor é outro jovem, que se utiliza de linguagens e meios comuns, como a internet.

Sugestão de Fontes:

- Érica Ribeiro
Representante jovem da Região Sul no Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes
Fone: (41) 3023-3925 / 8813-8237

- Karina Figueiredo
Secretária executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes
Fone: (61) 3347-8524

- Douglas Moreira
Gestor da Ciranda e membro da coordenação executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes
Fone: (41) 9685-6422

- Mariza Alberton
Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes do Rio Grande do Sul
Fone: (51) 9116-8270

- Geny Beckert
Fórum Catarinense pelo Fim da Violência e da Exploração Sexual Infanto-juvenil
Fone: (47) 3369-4781

SERVIÇO
O quê: Oficina de Articulação da Juventude da Região Sul para o Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes
Quando: 28 e 29 de outubro de 2011
Onde: Hotel Paraná Golf (Rodovia BR 376, km 626), em São José dos Pinhais/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>